4° Bonito na trilha

Publicado em 20/06/2015

Para os amantes de Off-Road, Bonito está sez tornando uma parada obrigatória todos os anos. Sob a organização de três apaixonados, Guilherme Poli (Zagaia Eco Resort), Juka (Agência Ygarapé) e Marcos Pinheiro (Fazenda Rio Sucuri) o Bonito na Trilha chegou à sua quarta edição com muita lama, trilha e diversão em família para os participantes que começam a chegar de todo o Brasil.

Nós do BF///MS participamos pela primeira vez esse ano à bordo de um Suzuki Jimny, e na agenda já está marcada à volta no ano que vem. O evento ocorreu nesse último final de semana, durante os dias 12,13 e 14 de Junho, e houve diversas atrações.

No primeiro dia, aconteceu a concentração no Posto Tatinha, onde os participantes puderam se conhecer, tomar aquele tereré gelado, fazer suas inscrições e participar de uma pequena competição de equilíbrio, aonde o carro que ficasse mais tempo no ar em uma gangorra ganhava.

O evento contou com jipes e caminhonetes de todos os gostos. Para quem é purista e gosta dos nacionais, os Engesa chamaram atenção junto aos Trollers tanto dos novos quanto dos antigos, os japoneses foram bem representados pelas Bandeirantes e Suzukis, e os Americanos se dividiram entre as F-series, Cherokees e os Wrangler.

Acima citamos os que mais chamaram atenção, tendo inclusive alguns deles ganhado troféus. Mas o mais interessante foi ver o crescente número de caminhonetes comuns que participaram, “comum” por não ser preparada para trilha, e mesmo estando originais se mostraram eficientes no barro. Havia diversas caminhonetes da Toyota, Nissan, Mitsubishi, Ram, Ford e Chevrolet que precisaram só de uma água para voltar à cidade com muita história para contar.

Para os apaixonados por Quadriciclos, também havia uma categoria especial para eles. De alguns anos para cá, o destaque vem tomando conta dos UTV, nascidos a partir dos ATVs (All Terrain Vehicle, ou quadriciclo), ganharam estruturas tipo "santantônio", suspensões de longo curso e volantes automobilísticos.

Após a confraternização do primeiro dia, fizemos um passeio em torno de Bonito, na trilha boiadeira com passagens alagadas, alguns lameiros e obstáculos no solo.

No sábado, aconteceu de manhã a concentração no Zagaia para a saída de todos juntos para a trilha, que tinha aproximadamente 120km de percurso e almoço de comitiva no local. O trajeto contou com diversos atoleiros pesados, lagoas, passagens estreitas sob pedras e muita inclinação. E são nesses momentos que o espírito jipeiro começa a surgir até em quem não tinha até então, alguma experiência. Bastava alguém atolar que havia um jipe para puxar, ou uma pessoa para ajudar a empurrar, ceder um cabo de aço ou uma cinta, e dar algumas instruções para poder passar as lagoas. Haviam jipes que iam puxando outro jipe que teve problema, e voltavam para puxar uma caminhonete que estava precisando ou até nós mesmo que atolamos algumas vezes. O companheirismo que houve no evento, foi com certeza uma das coisas que mais nos chamaram atenção.

Atravessadas todas as lagoas e atoleiros, tivemos um delicioso almoço de comitiva, no meio do mato mesmo, com um churrasco e carreteiro preparados pelos amigos do Passo do Lontra, e depois da cestiada,  foi hora de voltar pelo mesmo caminho. E mais moagem!
Finalizado o segundo o dia, aconteceu um jantar de volta ao Zagaia, e começaram a preparação para o Domingo.

Enquanto todos se divertiam durante os dois primeiros dias, o trabalho era intenso na Fazenda Rio Sucuri, aonde estava sendo finalizada a pista Indoor 4x4 com diversos obstáculos para os participantes. O destaque ficou para o KING, o principal obstáculo que consiste em uma grande subida inclinada com descida acompanhando uma piscina com bastante água.

Diferente dos outros anos, o projeto é tornar a pista fixa, apenas melhorando ela para as próximas edições, mas para que ela também sirva de atração contínua para turistas que queiram se aventurar.

Amanhecendo o dia, todos os participantes se deslocaram até a fazenda Rio Sucuri. Como a categoria Indoor 4x4 é uma categoria um pouco mais pesada, a participação se limitou aos participantes com mais experiência e com o carro mais preparado. O percurso todo da pista tinha 1600m, sendo dividido entre os Quadriciclos, UTVS e carros. Domingo foi um show à parte!

Logo ao lado, estava a pista do arrancadão na lama, outra modalidade em que competiram UTVs e carros e quem fizesse o melhor tempo levaria o prêmio.

Abaixo,  resultado geral.

CATEGORIA:

Indoor 4X4 
CLASS NOME                                        TEMPO
1° Marcos Brutamonte - Bandeirante       02:50:38
2° Leonardo Dall Agnol - Engesa       02:62:47
3° Frederico Braz  - Cherokee                  02:63:35

ATV (QUADRICICLO) 
CLASS NOME                         TEMPO
1° Marcelo Righetti                 02:24:37
2° João Paulo                         02:27:34
3° Paulo Cezar                         02:29:34
 
UTV 
CLASS NOME                         TEMPO
1° André Luiz                          02:20:88
2° Cassio Lima                         02:23:72
3° Alexandre Davi                 02:35:12
 
ARRANCADÃO 4X4 
CLASS NOME                                 TEMPO
1° Leonardo Dall Agnol - Engesa 00:22:81
2° Tamanco   F-250                             00:23:96
3° Muriel Barbosa Troller              00:24:59
 
 
ARRANCADÃO BATOM 
CLASS NOME                            TEMPO
1° CaroL Dibo - Toyota Hilux    00:24:88
2° Jéssica Viana - Engesa              00:28:63
3° Valéria Aleixo Poli - Engesa       00:28:98

Dados do resultado tirados do site www.Bonitonet.com.br

Esperamos que tenham gostado e ano que vem tem mais! As fotos aos poucos estão sendo postadas!